BLOG FECHADO

20
Mar 10

Quando acordei, ele estava encostado à janela a fumar lentamente um Marlboro. Contra a claridade, ele era só uma sombra negra e disforme, hirta e fria como a manhã que nascia atrás dos prédios com um laivo branco de luz. Eu sabia que ele estava a falar consigo mesmo; soltava o fumo pelo nariz e saboreava a nicotina de forma tão lânguida que se tornava imperceptível. Tinha vestido as calças e apertado o cinto, mas o peito moreno continuava a formar texturas doces com a luz. Depois do silêncio, ele começou a falar comigo com os olhos. Fez o indicador deslizar calmamente sobre a superfície branca do cigarro e passou a língua pela sua extremidade. Atirou a cinza para a varanda; tossiu roucamente. Uma pomba gorda roçou na janela e deixou penas pelo caminho.

Há leite?, perguntou ele.

Não sei, respondi, Acho que no frigorífico há ainda uma garrafa.

Ele apagou o cigarro no cinzeiro e arrastou os pés pela carpete.

Maldita úlcera.

Ele resmungava muito consigo mesmo, com quem ele nunca tinha conhecido e com as pessoas que já tinham morrido. Quando vinha ter comigo, eu sabia que ele conhecia toda a gente e que estavam todos vivos; e que ele já não sabia quem era. Eu abraçava-o e dizia que ele era o homem que fazia coisas.

Eu não faço; desfaço.

Eu assentia e beijava-o.

De manhã, ele já sabia de novo quem era; fumava dois cigarros e bebia leite por causa da úlcera, chateava-se por não gostar dos lençóis. Dizia que eu parecia mais alta se usasse o vestido que a minha irmã me tinha dado e pedia para eu o ajudar a apertar os botões da camisa.

Como está o teu irmão?, perguntei.

Ele acendeu o segundo cigarro.

Na mesma, acho eu. No seu canto, onde não chateia ninguém.

Não devias ser assim com ele.

E tu não te devias meter nos assuntos dos outros.

Bateu com a porta do frigorífico e deu um pontapé na cómoda.

Aperta-me a camisa, pediu.

publicado por Katerina K. às 13:36

Adorei :)
mudou a 20 de Março de 2010 às 13:41

Que lindo.
Tenho saudades.
inês. a 20 de Março de 2010 às 14:05

Gostei muito! :D
Beijinhos*
Desconhecida a 20 de Março de 2010 às 14:09

E estás bem?
inês. a 20 de Março de 2010 às 14:44

Lindo!!!
Nitis a 20 de Março de 2010 às 16:43

Tens um desafio no meu blog.
Nitis a 20 de Março de 2010 às 16:47

Ohhh!
Tão simplesmente maravilhoso...
Já te tinha dito que escrevias muito bem e tu já sabes isso, mas nunca te disse que escrevias ainda melhor acerca de pessoas.
Alguém que fuma Marlboro e bebe leite? Só mesmo por causa de uma úlcera. Pelo menos tem bom gosto na marca (e dinheiro também!).

Bjs
Jane Ana Doe

PS. o corrector ortográfico não sublinha Marlboro... incrível!
Jane Doe a 20 de Março de 2010 às 17:19

Já te disse que de todas as vezes que leio algo teu é como se o que escreves se tornasse num pequeno filme e passasse na minha cabeça? Os detalhes são tão específicos, tão requintados... consigo imaginar cada acto descrito como se o estivesse a visualizar pessoalmente.
E isto merecia uma continuação, sem dúvida. (:
Ritaa a 20 de Março de 2010 às 17:22

Amei. Escreves tão bem, sweet.
Beijos.
Mudei-me. Tchauzinho. a 20 de Março de 2010 às 17:52

Acho que isto é um excelente pricípio para uma boa história. Tu fazes sempre boas histórias, mas palpita-me que esta vai ser genial embora eu sintamuitas , mesmo muitas saudades da Rainha.
mas logo se verá!
Beijo*
Mariana* a 20 de Março de 2010 às 20:27

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
23
25
26

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

#5

blogs SAPO