BLOG FECHADO

07
Out 09

Jesse despiu a camisa e, prostrado na cama com os braços abertos, decidiu fazer a viagem que há muito andava a adiar. Fechou os olhos, deixou a brisa fresca outonal que entrava no quarto desde o céu da noite afagar-lhe a pele do peito. Projectou na mente, mais uma vez, o tabuleiro de xadrez. Lá estava ele, com as suas perfeitas e bem delineadas quadrículas de mármore a refulgir à luz da vela. Peão branco para B4. Peão negro para H6. Jogou como se o estivesse a fazer com o pai, no alpendre da casa em Long Island, com a chuva miúda a fustigar as telhas num choradinho brasileiro. À sua volta, o mundo desaparecia. Apagaram-se as luzes longínquas da cidade, calaram-se os estalidos, as vozes abafadas, os passos, deixou de sentir a brisa nocturna e o cheiro a tinta de jornal e cedros que esta trazia. Deixou-se mergulhar lentamente no silêncio e no negrume da sua própria consciência. E só restava o tabuleiro de xadrez, com as imponentes peças a deslizar imperialmente sobre a pedra imaculada. Demoradamente, extinguiu a imagem do jogo e, num exercício mental, pintou na escuridão o jardim do Le Château. Do negro emergiram os ciprestes, as orquídeas altas, os carvalhos, as túlipas, os bem tratados arbustos que se perdiam na sua própria verdura.

Era Maio de 2004, e o sol queimava os trilhos de pedra fosca com a alegria da Primavera que despontava numa luxúria cor de esperança. Jesse olhou em volta; estava lá tudo, tal como se lembrava. Sentada pouco à sua frente, com o longo cabelo negro solto pelas costas, ela cantarolava levemente, na sua tímida e infantil voz de soprano.

- Olá, Jesse. – disse ela, sem se voltar para ele.

- Bom dia, Jacqueline.

- Está um dia verdadeiramente bonito, não achas?

- Acho que sim. Um dia como tu gostas.

Ela soltou uma risada ampla e cuidada.

- Sim, suponho que tens razão.

Ao rodar no banco de granito, Jacqueline Soleil fixou os olhos violetas na espectral figura de Jesse. Era bela, esculpida num pedaço de nuvem, a delicada pele a arrastar-se pelo pequeno nariz arredondado com a resistência de mel. Levantou a débil mão branca e convidou-o a sentar-se ao seu lado com um movimento airoso.

- Jesse, tens medo da morte? – perguntou-lhe ela, não tirando o olhar desabrido do céu.

Ele baixou a cabeça e passou os dedos compridos pelo cabelo despigmentado.

- Não sei. Talvez. Quer dizer, acho que sim. Toda a gente tem.

Jacqueline moveu os olhos para ele, num lânguido gesto de cabeça. Os fios de cabelo esvoaçaram na brisa calmamente, como se flutuassem no fresco ar primaveril.

- Eu não. – sorriu – Gostava de morrer mais do que uma vez. Deve ser magnífico.

Jesse estremeceu na cama, levando o braço ao rosto. Aquela memória, por alguma razão, trazia-lhe uma mágoa que não parecia caber no coração. Sentou-se, afundou as faces na concha que formou com as mãos. Sentia atrás dos olhos o ardor das lágrimas, mas nenhuma humidade se lhe acumulou na linha das pestanas.

- Agora, Jacqueline, vais poder morrer mais do que uma vez.

A porta vibrou com o som que se libertou de uns nós dos dedos a embater na madeira. Jesse levantou-se, esfregando os olhos, e caminhou descalço até à entrada com a bainha das calças a roçar na carpete. Abriu a porta, e o vulto que se lhe apresentou pareceu-lhe aureolado de luz.

publicado por Katerina K. às 20:07

oh yeah ahah xD pronto, Camões não és, mas que tens talento e jeito para escrever, lá isso tens :tt
Rita a 7 de Outubro de 2009 às 22:19

Exactly ahaha :tt
Rita a 7 de Outubro de 2009 às 22:26

Mesmo. x) Mas isso também não nos impede de constatar que o mediatismo é ridiculamente exagerado. u.u
Ritaa a 7 de Outubro de 2009 às 22:27

olha que temos razão ;)
a sério? não aparenta nada :O é isto que dá ainda mais vontade de ler as tuas histórias, ahah.

beijinhos!
Catherine a 7 de Outubro de 2009 às 22:29

Noooo xD
Rita a 7 de Outubro de 2009 às 22:30

Muito bem, tens jeito para escrever porque também nao te inscreves neste forum?
http://fanficmaniapt.forumeiros.com/portal.htm
tem espaço para todo o tipo de histórias pequenas(oneshots) ou grandes originais ou baseadas em qualquer lado, poderias postar lá a tua história para que mais pessoas a pudessem apreciar é que escreves mesmo muito bem =) espero-te ver por lá ( Desculpem lá a publicidade o forum nem é meu)
Os meus parabéns e continua assim
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 22:31

Obrigada pelo convite! Vou pensar nisso, talvez me vejas por lá. ;)

Espero bem que sim lá vai ser mais fácil seguir as tuas histórias, nao sou muito fã de visitar blogs mas o teu chamou-me a atençao ;P Se estiveres no forum vai ser mais fácil estar com atençao ao que fazes mas se nao quiseres bem parece que vou ter de vir mais vezes a blogs =D
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 22:38

Ahahahah, hoje não estou com muito tempo para investigar sobre isso, mas amanhã prometo. Quer dizer, já fui ao fórum, e logo o header com a capa do segundo livro da Inês Botelho chamou-me logo a atenção. Já li os três, gostei muito. Aliás, foi uma das minhas primeiras grandes influências. :)

Fixe ^^ também gosto muito
* pensamento sobre pedir um orçamento às admistradoras por causa da publicidade* estou a brincar porque eu vim para aqui com a intençao de tudo menos de publicitária xD só como eu própria estava-me a preparar para postar no forum quando li isto aproveitei e contei.te =P
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 22:45

Também escreves?

Sim ^^ há um ano (re)descobri esta paixao (infelizmente para a minha mae) antes escrevia pouco mas agora sou totalmente viciada e adoro ler também. Escrevo de tudo (histórias pequenas e grandes) mas ainda apenas pos duas na internet uma oneshot e uma mais grandinha ^^
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 22:52

Aaaah. Eu já escrevo «a sério» desde 2000, ou seja, desde os meus 7 anos. Já ganhei prémios, recentemente um primeiro lugar na «Uma Aventura...Literária 2009», da Caminho.

Fixe os meus parabéns, porque tu mereceste (segundo o que já li teu) eu sou agora é que me vou começar a aventurar nestes lados até porque recentemente é que eu dei a ler as coisas que fasso a outras pessoas =P
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 22:59

Acho muitíssimo bem. Já li no fórum um texto teu. Sinceramente, gostei muito. Tens talento, sensibilidade. Quem sabe, podes chegar longe.

Obrigada faço das tuas palavras minhas, és sem duvida uma escritora a ter em consideraçao para um futuro próximo =)
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 23:07

Não sei, não. Veremos. ;)

Veremos leremos e apreciaremos podes ter a certeza ^^
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 23:11

Espero que sim. Até agora, pelo menos, não tenho razão de queixa. :)

^^ pelo menos uma futura leitora terás ^^
(sorry estou te a encher o blog de flod)
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 23:14

Oh, não tens nada que pedir desculpa, não sou nada esquisita! Inunda à vontade, mulher! x) Bem, já acabei de escrever o próximo capítulo. Já o vou postar amanhã.

* limpa a lágrima de animaçao do canto do olho* tão bom ^^ sinceramente cativaste-me e bem ;P olha que nao é fácil sou esquesita muita das vezes
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 23:20

Sinto-me, definitivamente, honrada!

LOOL nao soou nenhuma rainha mas se te faz feliz força a honra eu te consedo
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 23:24

Muito obrigada, alteza! xD
Bem, agora vou sair daqui, tenho de ir fazer umas coisas e ainda me falta escrever um capítulo para encerrar a actividade criativa por hoje.
Promete que amanhã à noite vens ver o próximo capítulo (que é duplo!).
E, até lá, podes enterter-te a ler o resto dos capítulos ;)
Beijinhos.
Até amanhã e boa noite.

Boa noite e espero ansiosamente pelos capitulos double =D
A.Moura a 7 de Outubro de 2009 às 23:29

"- Agora, Jacqueline, vais poder morrer mais do que uma vez."
esta frase deixou-me com a pulga atrás da orelha 8D
ana a 7 de Outubro de 2009 às 22:31

Ahahahaahah xD loved that :tt
Rita a 7 de Outubro de 2009 às 22:33

Ah, sem dúvida que sim! O desgraçado até já foi atropelado devido às fãs. oO
Ritaa a 7 de Outubro de 2009 às 22:33

vou rebolar no chão de felicidade, yaay xD
postas amanhã? *ânsia*
Catherine a 7 de Outubro de 2009 às 22:33

Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

#5

blogs SAPO