BLOG FECHADO

19
Ago 08

II

Então ouviram-se uns gemidos vindos de fora e Simão Pedro viu uma sombra projectada na parede pintada de branco, à sua frente. A janela abriu-se com um clic e alguém caiu para dentro da casa de banho. O rapaz virou-se na banheira de sobrolho franzido, mas riu ao ver quem era e acolheu aquele visitante inesperado, dizendo:

                     - Bem que podias entrar pela porta, como toda a gente.

                     - Prefiro uma entrada mais dramática.

Foi aquela a resposta que Mário Flores dera a Simão Pedro Sousa. Mário era deveras uma personagem castiça, uma figura um tnto quanto desconchavada, de feições agradáveis mas engraçadas. O seu corpo franzino levantava-se do chão ficando com o pé preso nas calças de Simão Pedro, o qual se apressou a sair do banho e a envolver-se numa toalha.

                     - Sinceramente, Mário, não entendo a lógica de vires por esta janela.

                     - A sebe é mais forte deste lado.

                     - E tu adoras trepar pela sebe!

                     - Por acaso não é mau de todo. As mãos depois ressentem-se mas isso pouco me importa.

Dizendo isto, coçou as sobrancelhas grossas e esboçou um sorriso confuso.

Simão Pedro encolheu os ombros e, afastando as botas da porta para a poder abrir, rodou a chave na fechadura e saiu despachado, arrastando os pés molhados pela carpete do corredor. O cabelo pingava-lhe para os ombros, sendo a água absorvida pela toalha.

A última porta à direita era o seu quarto. Ao lado deste situava-se o de Isabel e a frente do dela o de David. Ao fundo do corredor, na extremidade esquerda, era o velho quarto de hóspedes - onde Alexandre Kerenkov iria ficar - e na extremidade oposta uma pequena saleta antiga para a qual Isabel ia tocar piano ou ler nos dias mais frios de Inverno ou onde se juntavam para jogar uma partida de cartas quando a esposa do dono da quinta mais próxima, a Sra. Fernandes, passava por lá para entregar ovos ou um pote de mel. O quarto de Simão Pedro era virado para o mar que, não muito longe, se espraiava no horizonte. As paredes pintadas de um amarelo pálido, tomavam um tom meio durado com a luz de fim de tarde que entrava pela janela. Não era um quarto excepcionalmente grande mas servia as necessidades do rapaz.

Simão Pedro atirou a toalha para cima da cama e vestiu alguma coisa tirada ao acaso do armário - uma camisa escura e umas calças pretas de ganga. Calçou as sapatilhas e, sacudindo a água do cabelo que nem um cão, passou-lhe a mão numa tentativa de lhe conceder um pouco de ordem.

Mário deixara-se estar fora da porta, trauteando uma qualquer canção que lhe viera à cabeça. Então, perguntou:

                     - Demoras?

                     - Não.

Pouco depois, Simão Pedro saiu do quarto com um sorriso nos lábios.

                     - Vamos descer. A Bela já deve ter começado a fazer o jantar.

Ao descerem o corredor, repararam que a porta da casa de banho tinha sido de novo fechada e não só as botas mas também o resto da roupa suja de Simão Pedro se encontravam encostadas à parede, do lado de fora.

Era Alexandre quem ocupava a casa de banho Não se ouvia muito ruído, apenas o chapinhar da água e a respiração pesada do hóspede.

 

Até a um próximo post,

Joana F.

publicado por Katerina K. às 14:46

Hum....isto está deveras interessante! Diversos personagens, riqueza de pormenores descritivos e o enredo começa a desenrolar-se.
Estou ansiosa já pelo próximo mas desde já os meus parabéns, escreves muito bem!

Bjinhos e escreve logo outro!
Subjectividades a 19 de Agosto de 2008 às 16:57

Oi Catarina!
Não é para te motivar mas deixei-te um miminho no meu cantinho!
Acho que simplesmente mereces!

Bjinho
Subjectividades a 21 de Agosto de 2008 às 15:55

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15

17
18
20
22
23

24
25
26
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
arquivos
A Banda Sonora dos Rascunhos


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

#5

blogs SAPO