BLOG FECHADO

12
Ago 09

Para o Caravagio, com a minha admiração.

 

            - Que madrugadores! – disse o David, quase gritando.

O Anjo riu-se, deixando a sua gargalhada profunda e galante dispersar-se pelo ar saturado e quente.

            - Acordar antes das onze da manhã não faz com que uma pessoa seja madrugadora.

            - Não?

            - Não me parece.

Sorri interiormente, com a leve sensação de que o David ficara envergonhado com aquela troca de palavras.

            - Está bem, está bem. – disse, carrancudo – Quando voltas para Sintra?

            - Agora.

Levantei o olhar para o rosto do Anjo.

            - Tão cedo? – perguntou o David.

            - Só vim cá dizer-te olá e trazer a minha irmã, não queria que ela viesse sozinha. Agora, está na hora de voltar para casa. Tenho outros quatro irmãos para tomar conta.

            - A Núria já é crescidinha.

            - Bem sei, mas mesmo assim gosto de tomar conta dela. A Núria é a mais velha, e eu o mais responsável.

A conversa não durou muito mais tempo. Uns minutos depois, já estávamos no portão, a despedirmo-nos dele.

O Anjo abraçou o David, dizendo-lhe qualquer coisa imperceptível ao ouvido. Acabando de se despedir do David, o Anjo pegou na minha mão e levou-a aos lábios, tal como na noite anterior. Mas desta vez, para além de ter sido um beijo frio, fora um beijo com uma intensidade completamente diferente. Beijou-me a mão com o mesmo fogo de como se me estivesse a beijar na boca. Fiquei surpresa, surpresa o suficiente para só reagir quando o Mercedes prateado desaparecia no horizonte da rua estreita e o som do motor se desvanecia com a distância, cada vez maior.

 

publicado por Katerina K. às 19:17

ohhh...O Anjo não se devia ter ido embora, eles deviam ter tido um momento mesmo só dos dois...unhf =/

Quanto às coisas quentes...bem quentes e a ferver...podemos assumir que são boas, porque depois as tais coisas quentes podem acabar na banheira ou numa piscina com um belo banho de água fresca ^^

J a 12 de Agosto de 2009 às 19:41

Sabes como é ^^
Eu so tenho boas ideias 8)
J a 12 de Agosto de 2009 às 20:10

Adoro beijinhos...mas adoro ainda mais beijões!! foi tão bom levar esse beijão na bochecha e é ainda melhor retribuilo com um beijão em cada bochecha....toma lá dois beijões ^^
J a 12 de Agosto de 2009 às 20:40

Uhm...parece interessante...e com nomes tão lindos no titulo nem se pode colocar em dúvida a lindeza do mesmo ^^
J a 12 de Agosto de 2009 às 20:47

Gostei, lálálá, gostei. Tu não te cansas de escrever tão bem? (:

Não é preciso responderes xD Se fores como eu, nunca nos cansamos de escrever. Há sempre novas ideias a surgir; e só queremos mais, mais e mais.
Para além de que escrever liberta-me, faz-me sentir bem. Quando o céu está negro e se aproxima chuva, já sei ao que recorrer.

Beijinhos, e desculpa a maçada de comentário $:
inês. a 12 de Agosto de 2009 às 22:25

Maçada de comentário? Achas mesmo, Inezinha? :)
Está à vontade! Bem, só falta mais um capítulo, está mesmo no fim. :/

J.F.

Pois é; mas depois vais continuar a postar textos teus, não vais?
inês. a 12 de Agosto de 2009 às 22:42

A parte que falta, o prólogo, vai abrir as portas a uma nova série.

Beijinho flautístico,
J.F.

Okay, ainda bem.
Porque eu quero continuar a ler estas coisas tão bonitas que tu escreves :)

Beijinhos,

Obrigada, Inês.
Segue-se a «Espuma Marítima». :)

Beijinho flautístico,
J.F.

E após caires para trás ainda dou mais!!^^
J a 12 de Agosto de 2009 às 22:54

Li tudinho... todas as partes... e sinceramente surpreendes-me com a tua maneira de escrever e tendo em conta que és ainda muito novinha, não?
Beijocas
ónix a 13 de Agosto de 2009 às 00:11

Sim, tenho só 16 anos. Mas ainda há uma parte restante para ler! :)

Beijinho flautístico,
J.F.

Uau!
Eu não me canso de ler textos como este.
A história é maravilhosa e misteriosa, todos os ingredientes para entrar na mente humana e ficar lá...
Continua a escrever!
Jane Doe a 13 de Agosto de 2009 às 00:30

Esta história ainda tem mais uma parte para se ler, a parte que vai abrir portas à próxima série ;)

Beijinho flautístico,
J.F.

Bem, Flautinha, acabei de ler os capítulos da tua história...
Maravilhosamente bem escrita... consigo imaginar os cenários...
Adorei o conteúdo...
Beijinhos cintilantes
Ametista a 13 de Agosto de 2009 às 03:09

Ainda não acabou :D

Beijinho flautístico,
J.F.

Iupiiii!!!
Eu ia perguntar se o Anjo iria voltar...
Fico à espera...
Beijinho grande, Flautinha

Bem, vou já desvendar um bocadinho.
O prólogo, que vou publicar em princípio amanhã, vai ser o final desta série, mas o início de uma outra. A nova vai-se chamar «Espuma Marítima».

Beijinho flautístico,
J.F.

Humm!!!
Invulgar... fiquei curiosa!
Beijokinhas

O objectivo era exactamente esse! ;)
Volta sempre!

Beijinho flautístico,
J.F.

Ai volto, volto!!!
Fica bem, Flautinha...
Beijinhos inspirados pa ti

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
27
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
arquivos
A Banda Sonora dos Rascunhos


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

#5

blogs SAPO